Entre as passas de um cigarro

Friday, February 10, 2006

O sentido do fumo.


Raramente escrevo aqui… Este local criei-o para palavras “mais” minhas.
Coisas que temo sejam lidas em grande escala.
Coisas que me deixam mais nua, mais despida.
No fundo coisas mais minhas.
Normalmente para que não morra estático vou postando aqui algumas palavras de outros, algumas imagens de outros…
Mas, escolho-as com muito cuidado! Quero que também elas me sejam intimas, não porque sejam minhas, mas porque me são tão queridas, tão significativas, que as convido para a minha intimidade.


Hoje reparei que faz muito tempo que não escrevo aqui…se é que cheguei a escrever. E não é que não escreva coisas que vão ao encontro do fim para que criei este espaço… mas é facto que não as tenho colocado aqui.
Não sei ao certo o porque, julgo que tenho bastante receio do que se possa dizer do que escrevo, ou de algumas das coisas que escrevo.
È que essas coisas chegam a ser o mais intimo de mim, o mais pessoal, o mais sagrado. São o que ninguém deve tocar, o mais puro de mim.
Vou tentar ganhar essa coragem para as colocar aqui a nu… ganhar coragem para enfrentar o mundo assim desprotegidas.
Tem o percurso incerto do fumo do meu cigarro... basta uma brisa leve para as mudar.
Não, as soprem...
Foto: Cristye

5 Comments:

  • At 12:45 AM, Blogger Nekynho said…

    Passei por este teu cantinho... e adorei :o)
    Bom fim de semana :o)

     
  • At 10:58 AM, Anonymous Márcia said…

    Não, não as sopro. Beijazuis.

     
  • At 9:42 AM, Anonymous umapassada said…

    Eu sopro...

    Mas somente com pequenas baforadas, não vá o fumo dissipar-se demasiado rápido.

     
  • At 2:34 PM, Blogger sotavento said…

    :)

     
  • At 4:14 AM, Blogger Fora Das Mãos said…

    Este cantinho com fumo é bonito para vir respirar o que se materializa nas palavras que vão surgindo. :)

     

Post a Comment

<< Home

 

eXTReMe Tracker